22 de Março: Dia da Água

No dia 22 de março de 1992 foi instituído pela Organização das Nações Unidas(ONU) o Dia Mundial da Água, visando a conscientização da população a respeito deste importante bem natural, que é vital tanto para atividades cotidianas quanto para o desenvolvimento econômico de um país. Mas como anda a nossa relação com esse bem indispensável a nossas vidas?
Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), atualmente três em cada dez pessoas (2,1 bilhões) não têm acesso a água potável e disponível em casa. Segundo a CETESB (2018), a escassez de água no mundo é agravada em virtude da desigualdade social, da falta de manejo e usos sustentáveis dos recursos naturais e da má distribuição desse recurso, gerando diversos conflitos pelo seu usofruto.
Até 2050, a população deve aumentar para 9 bilhões de pessoas, aumentando o consumo de água em 30%. A questão que fica é: de onde será retirada tanta água?
No Dia Mundial da Água, que tal pensarmos em como economizar esse bem precioso?
A reutilização da água é uma excelente alternativa, pois algumas atividades não exigem o uso dela tratada, como lavar as calçadas ou o carro, podendo ser utilizada nessas tarefas a água que sobra da lavagem da roupa.
Uma outra opção de reutilização que traz grande impacto é a captação e aproveitamento da água de chuva, a partir da implementação de um sistema que possibilite uso dessa água que normalmente seria descartada, diminuindo assim seus gastos na realização de tarefas diárias. É um serviço que se encontra na nossa carta de serviços, que pode reduzir em volta de 50% da conta de água do seu condomínio ou empreendimento.
Quer saber mais sobre? Entre em contato!

Hoje é o Dia Mundial da Água!

Eis algumas curiosidades sobre a água no Brasil:

 

A perda na distribuição de água tratada no Brasil é alta?

Verdade, a média nacional de perda de água na distribuição é de 38,1%, ou seja, a cada 100L que a estação de tratamento de água trata, 38,1L são perdidos durante o caminho até as nossas residências.

 

Por que o Brasil não dessaliniza água do mar para consumo em lugares onde há escassez?

O processo de dessalinização já é uma tecnologia dominada e usada em muitos países mas ainda existem no Brasil alternativas mais baratas para esses cenários. Explorar a água do subsolo e caminhões pipa são soluções mais condizentes com o orçamento brasileiro.

 

Posso beber a água da chuva?

Não. A água da chuva absorve muitas partículas nocivas que estão presentes na atmosfera durante seu trajeto até a superfície, tornando-a imprópria para consumo. Além disso, ainda que ela fosse limpa, ela não se enquadraria como potável pela Portaria 2914 do Ministério da Saúde, que dispõe sobre o padrão que precisa ser atendido para que a água seja utilizada para consumo humano.

 

As crises hídricas, cada vez mais comuns no Brasil, são causadas pela falta de chuva?

Historicamente, existem períodos de abundância e falta de chuva, independente da interferência humana. É competência dos gestores públicos promover uma gestão eficiente da água de tal forma que nos períodos de escassez a população não seja prejudicada, porque o abastecimento público é sua principal prioridade. Antes de mais nada, a falta de chuva expõe uma administração falha na gestão da água e provando que até o país com a maior reserva de água no mundo precisa se preparar para a falta dela.

 

Revisão: Professora Iene Christie Figueiredo, do Departamento de Recursos Hídricos e Meio Ambiente (DRHIMA) da Escola Politécnica (POLI/UFRJ)